sábado, 11 de junho de 2011

Torta de Damasco e uma Biblioteca

Às vezes dá uma vontade de comer uma sobremesa assim: simples, poucos ingredientes e deliciosa. Tem dias que creme de leite e chocolate, apesar de maravilhosos, não nos atraem. Eu já disse aqui e repito, adoro sobremesas com frutas. Damasco então, é perfeito quando não queremos nada doce demais. Seu azedinho sutil é único.


Essa linda construção fica no bairro de Monte Alegre, aqui em Piracicaba. Me parece que pertencia a antiga usina de cana de açúcar e depois tornou-se uma biblioteca. Hoje encontra-se fechada e abandonada. Meu coração dói de ver uma coisa tão linda se acabar.
Alinhar ao centro



Torta de Damasco




Ingredientes:

Massa:
250g de farinha de trigo
125g de manteiga em temperatura ambiente
125g de açúcar cristal orgânico
1 ovo


Recheio:
300g de damascos secos e inteiros

2 colheres de sopa de açúcar cristal orgânico
sementes de uma fava de baunilha
250ml de água
70g de nozes pecã picadas


Modo de Preparo:
Misture a farinha com a manteiga até que fique parecendo uma farofa úmida. Faça um furo no centro e coloque o ovo e o açúcar. Mexa e aos poucos vá misturando com a farinha. Faça uma bola, enrole em filme de PVC e deixe descansar na geladeira por 1 hora.

Enquanto isso, faça o recheio colocando os damascos, o açúcar, as sementes de baunilha e a água em uma panela. Deixe cozinhar em fogo brando até a água quase evaporar por completo. Deixe esfriar.
Abra a massa e forre uma forma grande.

Leve ao forno a 180 graus até que doure levemente. Deixe esfriar e desenforme.
Disponha os damascos e salpique as nozes pecã. Eu gosto de servir em temperatura ambiente, mas você pode deixar na geladeira. e servir fria.

Bom apetite!

Um comentário:

Cristina Bortoli disse...

Tem selinhos pra vc no meu blog, espero que goste.

http://aopdofogao.blogspot.com/